O que lhe vem à cabeça quando pensa na Polónia? O famoso Palácio da Cultura e da Ciência, boa vodka ou pierogis? Convidamo-lo a descobrir a Polónia através deste artigo, no qual apresentamos 10 coisas surpreendentes sobre este magnífico país. Tak, tak!

1. A floresta primária mais antiga da Europa situa-se na Polónia

A Polónia tem a floresta primária mais antiga da Europa, conhecida como floresta de Bialowieza ou Belojev. Formou-se há 10.000 anos, durante a Idade do Gelo. A floresta de Bialowieza oferece um espetáculo natural único com carvalhos gigantescos, bisontes e cavalos selvagens.

2. Obwarzanek”, pãezinhos polacos

Quando estiver na Polónia e estiver a passear em modo turístico e lhe apetecer um lanche, recomendamos “obwarzanek”, os famosos bagels polacos. Trata-se de coroas de pão que são produzidas em Cracóvia há 6 séculos. Pode experimentar a “obwarzanek” com sésamo, queijo ou sementes de papoila. Bom apetite!

3. 11 de novembro de 1918, uma data importante para a Polónia

Em 11 de novembro de 1918, o armistício garantiu o regresso da Polónia à soberania. Depois de passar 123 anos sob a ocupação dos três impérios: russo, prussiano e austro-húngaro, que tinham dividido o território polaco entre si, a Polónia renasceu como uma república. Viva a Polónia!

4. Polónia, terra do âmbar

Se estiver a pensar onde encontrar âmbar, a resposta está frequentemente na Polónia. As jazidas de âmbar da Polónia estão estimadas em 650 000 toneladas, o que faz do país um dos maiores produtores mundiais de âmbar. Não perca a oportunidade de comprar uma peça de joalharia ou um acessório com âmbar!

5. O sol na Polónia

Se está a pensar dormir um pouco mais no verão na Polónia, não vai conseguir! O sol nasce às cinco horas no verão. Mas pode recuperar no inverno, quando estará escuro a maior parte do tempo. Em dezembro, a noite em Varsóvia dura quase 17 horas. Vais ter sonhos muito longos!

6. Na Polónia, está frio, muito frio!

No inverno, faz tanto frio na Polónia que nem sequer é preciso um frigorífico! Pode manter os seus alimentos na varanda quando o termómetro estiver alguns graus abaixo de zero. Além disso, nas ruas de Varsóvia, são montados braseiros (fogueiras) no inverno, quando as temperaturas descem abaixo dos -15°C.

7. O queijo polaco “oscypki” é imperdível!

Se estiver em Cracóvia, não pode deixar de provar oscypki, o delicioso queijo polaco. Trata-se de um tipo de queijo fabricado com leite de ovelha, que é depois fumado. O melhor é comê-lo ligeiramente derretido, acompanhado de uma compota de arando chamada “zurawina”.

8. O Palácio da Ciência e da Cultura em Varsóvia, um presente invulgar

Este arranha-céus foi um presente de Estaline ao povo polaco durante a Guerra Fria, em 1952. Tem 231 metros de altura e 42 andares. A construção foi inteiramente financiada pela União Soviética e executada por 3.500 especialistas e trabalhadores soviéticos.

9. Os dragões existiram de facto? Sim, em Cracóvia!

O Dragão de Wavel (Smok Wawelski) é um dragão famoso na cultura polaca e na história da cidade de Cracóvia. Esta criatura assustadora vivia numa gruta sob a colina de Wavel no tempo do lendário governante Krakus, durante a Idade Média. Cuspiu fogo e devorou tudo no seu caminho. Em desespero, o rei Krakus prometeu a mão da sua filha em casamento a quem conseguisse matar o dragão.

Um jovem sapateiro, Dratewka, aceitou o desafio e casou com a filha do rei, como prometido, e assim a cidade tornou-se a “cidade de Krak”: Cracóvia.

10. Vai à praia na Polónia? Sim, é possível!

O Mar Báltico pode não ser tão conhecido como o Adriático e o Mediterrâneo, mas também tem algumas praias magníficas que os polacos podem desfrutar. É certo que os ventos do norte podem levantar alguma areia, mas isso não o deve impedir de ir à praia junto ao Mar Báltico pelo menos uma vez na vida. Próximo destino de férias, a praia de Łeba (perto de Gdansk)!

A sua visita à Polónia termina aqui, mas não as coisas fantásticas! Vemo-nos na Polónia assim que possível para descobrir mais sobre este belo país e, entretanto, junte-se ao #AB2ROTEAM!

Estes artigos também podem ser de interesse para si

GUIA PARA O REGISTO DE IMPOSTOS EM FRANÇA

As pessoas que não estão domiciliadas em França mas que têm rendimentos de fontes francesas devem declarar estes rendimentos utilizando o Cerfa no. 2042.

Leia mais
10 coisas surpreendentes sobre a Hungria

Não bebam cerveja na Hungria! Se não sabia, convidamo-lo a ler o artigo!

Leia mais
10 coisas surpreendentes sobre a Bulgária

O quinto vai surpreender-vos, prometo!

Leia mais
Uploading